Tag Archives: over the rainbow

Trilha sonora:O Mágico de Oz (1939) Parte II

15 ago

 

  

Pra continuar o nosso papo, trouxe dessas vez algumas informações pertinentes sobre os mistérios que abordam as músicas supostamente relacionadas à inigualável produção.

Estou falando dos donos do 2º lugar na lista dos 200 Álbuns Definitivos do Rock ‘n Roll no Hall da Fama, o Pink Floyd e seu The Dark Side Of The Moon causa furor quando relacionados à história da menina do Kansas. Esse furor é causado, devido ao fato existente na sincronia de todo o álbum com a reprodução do filme. Basicamente, as canções explicam um lado mais melancólico da história, dando nova vida ao filme. Suas letras constantemente simulam a movimentação de personagens, atos diversos, além de terminarem, cada uma delas, simultaneamente com a mudança de cenas do filme. Além disso, mesmo com o término e reinício do disco, os mesmos versos podem ser relacionados com cenas completamente distintas. #FATOESTRANHO!

Para poder fazer esse teste em casa, é só você ter o The Dark Side Of The Moon (CD de preferência) e ao iniciá-lo, pausar imediatamente a reprodução, logo em seguida, inicie o filme sem o áudio (para poder ouvir apenas o disco com o decorrer do filme) e no momento em que o leão da MGM der seu terceiro rugido, desligue o pause do CD e é só prestar atenção. Ah,um toque…é sempre bom ter uma noção de inglês pra poder identificar as representações nas letras. Mas pra quem não tá afim de ter todo esse trabalho, tenho aqui algumas das sincronias que mais me instigaram ao perceber_ Quem quiser, tem alguns vídeos no Youtube que fazem o mesmo teste.

Logo no começo do filme, os versos “balanced on the biggest wave” (Equilibrado sobre a maior onda) e “You race towards an early grave” (Você corre para um túmulo precoce) é cantado justamente quando Dorothy está se equilibrando na cerca e cai. Muitos acreditam fazer referência à morte precoce da atriz Judy Garland (Dorothy), aos 47 anos , por uma overdose de medicamentos.

Quando a tia de Dorothy começa a gritar com os 3 trabalhadores, ouve-se uma voz feminina no disco, que é cessada exatamente quando a atriz para de mexer a boca. Logo após, Dorothy se vira e olha fixamente, quando o verso “look around. Choose your own ground” (Olhe ao redor.Escolha seu próprio terreno) é cantado.

Quando a menina está cantando Over The Rainbow e olha várias vezes para o céu, aviões são audíveis no CD. Tem um verso em Over The Rainbow que diz “Birds fly,why can’t I” (Pássaros voam, porque eu não posso?) e no instante da cena toca o verso da música Breathe “For long you live and high you fly” (Por mais que você viva e voe alto).

Quando a menina encontra o adivinhador e este lhe diz para voltar pra casa toca-se o verso“home, home again. I like to be here when I can” (casa, em casa novamente. Eu gosto de estar aqui quando eu posso). O som da bateria em GREAT GIG IN THE SKY começa justamente quando o vento começa a causar danos (ciclone se formando). Logo depois, quando Dorothy bate a cabeça, a cantora abaixa a voz e a canção fica suave e termina quando a menina acorda. Quando a música chega em 3:35 min, há quem diga que a cantora diz “I never said I was afraid of Dorothy” (Nunca disse que estava com medo de Dorothy”, quando, segundo a banda o verso diz I never said I was frightened of dying.” (Nunca disse que estava com medo de morrer)_ o que aliás, tem muito mais a ver com o restante da letra, embora na música exista um sussurro indiscernível nesta parte… Mas…

Quando Dorothy abre a porta e vê o mundo todo colorido (parte em que o filme deixa de ser preto e branco), começa a tocar “Money”. Muitos acreditam fazer referência ao ambiente rico em cores _ verde e amarelo principalmente _ que representam riqueza, ou mesmo pelo fato deste filme ser o primeiro a utilizar cores, pioneiro na saída do cinema preto e branco, o que certamente custou uma fortuna para a produtora MGM.

Numa das aparições do Espantalho toca-se “Brain Damage” (Lesão Cerebral), sendo o maior de seus desejos um cérebro… Há controvérsias em relação a isso, pois a música poderia ser uma referência a Syd Barrett (um dos fundadores do Pink Floyd que teve serios problemas devido ao alto consumo de drogas).

Na aparição do Homem de Lata, quando Dorothy está mexendo no peito do homem, batidadas de coração estão tocando no CD. E como o maior de seus desejos era um coração…

No Castelo de Esmeralda, há um cavalo que muda de cores do arco-íris de acordo com a ilustração da capa do disco.

Quando Dorothy acorda, agora em sua casa novamente, toca-se o verso “home, home again”. O ambiente volta a ser preto e branco.

Um fato ainda mais curioso é que a capa do disco tem um prisma por onde passa uma luz preta e branca que sai colorida do outro lado; enquanto que no verso da capa, tem um outro prisma por onde passa uma luz colorida e sai uma correspondente preta e branca, fato que pode ser visto como as fases do filme.

Além de tudo isso, existem as “conspirações” de que o filme e o disco mantém diversas relações com o ocultismo dentre outros agravantes da moral social,contudo, o que ninguém pode negar é da real importância que ambos têm em sua história, proporcionando diversão e reflexão.

Não sei se teria coragem de refutar um filme que só perdeu o Oscar de melhor filme de 1940 porque tinha no páreo um tal de “E o Vento Levou”, ou um disco que conseguiu atingir o 1° lugar da Billboard 200, além de manter-se nesta mesma lista por mais de uma década.

Good Vibes!!*-*

Fontes:

http://www.youtube.com/

http://forums.tibiabr.com/archive/index.php/t-34193.html

Anúncios

Trilha sonora: O Mágico de Oz (1939) Parte I

8 ago

      

 

  

 

Com certeza o filme (musical) mais atraente ao qual assisti, O Mágico de Oz, além de qualidades pautáveis como harmonia, magnífica fotografia, elenco impecável, roteiro fiel, tem uma trilha que se encaixa perfeitamente com as fases da história contada, tornando-se muitas vezes imperceptível quando, maestralmente, o espectador devaneia-se com as personagens ricas  ou as paisagens broadwayanas.

Além das músicas entoadas pelos tantos personagens da saga (a lista de todas as músicas estará no fim do post),o  filme/musical conta também com a inesquecível Over The Rainbow, que tornou-se uma das músicas mais prestigiadas do final da década de 30 e que foi imortalizada pela voz suave e meiga da atriz Judy Garland, intérprete de Dorothy, menina que é levada por um ciclone de Kansas até a terra mágica de Oz.

A música tem uma identidade sem igual com o filme e o princípio da sublime garota, que busca sobre o infinito arco-íris sua terra prometida (‘Somewhere over the rainbow’), um lugar sem problemas, onde ela possa realizar suas mais tentadoras façanhas e vislumbres. A música que foi escrita especialmente para o filme, por Harold Arlen, até hoje é tida como um apelo da juventude para um mundo idealizado sobre as possibilidades de amor e alegria coexistirem; e que expressa a necessidade a necessidade que têm de uma porta, para a qual, se transpassada, dá lugar a um universo onde seus problemas não existam mais.

Poucas canções tiveram tanto êxito como Over The Rainbow; a música de letra simples já foi interpretada por Beatles, Aretha Franklin, Guns ‘n Roses, Eric Clapton, Ramones, Ray Charles, dentre tantos outros, além de ser traduzida para diversas línguas.

Além do real prestígio tanto do filme quando da música que o caracteriza plenamente, O mágico de Oz deixou, deixa e deixará muita pulga atrás das orelhas curiosas, com os mistérios que envolvem letras de sua trilha, ou mesmo de outros álbuns, sofrendo acusações de subliminarismos e descrições de cunho ocultista. Fatos, que com um marketing involuntário, muitas vezes, atenta ainda mais à curiosidade dos fãs e sucesso do clássico.

Falarei um pouco mais sobre essas suposições e mostrarei alguns testes realizados que comprovam parte destas suposições e que deixam o mundo de Oz ainda mais (perturbador), de certa forma, exatamente daqui uma semana, quando o Trilha Sonora voltar com a segunda parte do post.*-*

Segue,então,a lista das canções presentes no filme e a interpretação magnífica de Over The Rainbow, com a atriz Judy Garland. Até a próxima!!!^^

Good Vibes!!!

 

 

1 – Over the Rainbow                      
Letra por E.Y. Harburg.
Música por Harold Arlen.2 – Munchkinland Medley
Música por Harold Arlen.3 – Follow the Yellow Brick Road
Letra por E.Y. Harburg.
Música por Harold Arlen.4 – You’re Off to See the Wizard
Letra por E.Y. Harburg.
Música por Harold Arlen.5 – If I Only Had a Brain
Letra por E.Y. Harburg.
Música por Harold Arlen.6 – We’re Off to See the Wizard
Letra por E.Y. Harburg.
Música por Harold Arlen.

 7 – If I Only Had a Heart
Letra por E.Y. Harburg.
Música por Harold Arlen.

8 – If I Only Had the Nerve
Letra por E.Y. Harburg.
Música por Harold Arlen.

9 – Optimistic Voices
Letra por E.Y. Harburg.
Música por Harold Arlen.

10 – The Merry Old Land of Oz
Letra por E.Y. Harburg.
Música por Harold Arlen.

11 – If I Were King of the Forest
Letra por E.Y. Harburg.
Música por Harold Arlen.

12 – The Happy Farmer
Música por Robert Schumann.

13 – In the Shade of the Old Apple Tree 
Por Egbert Van Alstyne.

14 – Night on Bald Mountain
Por Modest Mussorgsky.

15 – Home Sweet Home
Música por H.R. Bishop.

16 – Scherzo in E-Minor
Por Felix Mendelssohn-Bartholdy

 

Video