Tag Archives: eric clapton

Trilha Sonora: Patch Adams: O Amor é Contagioso (1998)

22 maio

Bom dia, pessoas queridas do SQP! Como estão por ai? Porque aqui estamos muito bem, como podem ver: endereço novinho em folha, mais curtinho, fácil de decorar… um luxo só! rsrsr. Estreando a nossa nova página com um filme baseado em fatos verídicos, indicado por nossa assídua expectadora @Nara_Aragao .

SINOPSE: Após uma tentativa de suicídio, Hunter “Patch” Adams, por conta própria, interna-se em um hospital psiquiátrico. Lá ele descobre que possui uma capacidade unica de ajudar os pacientes usando seu bom humor. Dois anos se passam e Patch começa a fazer medicina para colocar em prática sua forma excepcional de ajudar pessoas. Os alunos duvidavam de suas notas e julgam mal a forma com que Patch alegra os pacientes. Adams, então coloca em suas metas: transformar essa visão errônea de seus companheiros de salas, e mesmo do mundo, provando que o Amor é contagioso.

O filme tem um apelo significante, emocionante e conveniente aos corações duros. Com Robin Williams no papel principal, o tom pesado de filme conscientizador fica mais agradável e cômico, tornando a mensagem mais solúvel e gostosa. A imagem e os momentos de auto-observação presentes no Grand Movie é invejável, e o faz um ‘grande filme’. Embora, tenha duras críticas do Patch Adams original, de quem utilizaram a história, o longa continua sendo uma grande pedida pra sintonizar na Tv, com um chocolate quente e  um cobertor – ainda mais nesse friosinho! ^^

A trilha, que foi indicada pela academia do Oscar naquele ano, fica por conta do romântico Rod Stewart (minha mãe adora!^^) e o lendário mago  das cordas Eric Clapton. Espero que gostem e curtam a nossa nova fase Somqueprovoca! 

Rod Stewart – Faith in The Heart

Eric Clapton – Let it Rain

Good Vibes! *-*

Trilha Sonora: Cidade dos Anjos (1998)

1 maio

Bom dia a todos Provocados pelo Som!! Preparados pra mais uma trilha deveras boa?!^^ Então tá!

O filme de hoje é uma indicação da minha musa inspiradora (Nara Aragão) que assim como no post (Top Gun) tem uma música que significa muito pra nós! Cidade dos Anjos é a película. Com Nicolas Cage, cara que torna seus filmes únicos apenas por aparecer e Meg Ryan.

O romance é a peça chave do filme que mostra a história de um anjo (Nicolas) mandado para a Terra, com o intuito de proteger Los Angeles. Ele acaba se apaixonando pela linda mortal Maggie Rice (Meg Ryan), uma cirurgiã que passa por uma crise pessoal, por ter perdido um de seus pacientes. O amor pela mortal torna-se tão grande e incompreensível, que o anjo fica tentado a desistir da eternidade para viver alguns anos, porém os melhores, ao lado de seu amor.

O filme tem uma trilha sonora bem interessante de destrinchar, variando de Eric Clapton, Jimi Hendrix, a Alanis Morrissette e U2: If God Will Send His Angels – U2Uninvited – Alanis MorrissetteRed House – Jimi HendrixFurther On Up the Road – Eric Clapton e nosso ‘personagem principal’ Iris – Goo Goo Dolls (a canção especial), que vcs podem dar uma ouvida mais abaixo.

Iris – Goo Goo Dolls

Spoiler: Post do da semana que vem ===> 60 Segundos!!!

Good Vibes!!! *-*

Trilha Sonora: Young Guns II – Jovens Demais Para Morrer (1990)

17 abr

Olá pessoas! Como estão?!! O post do Trilha vai fazer uma homenagem aos clássicos de “bang bang”, com o Young Guns II, um filme não muito antigo, porém que não deve em nada aos grandes da década de 60/70. Gosto muito dele por possuir personagens fantásticos e atores muito bons, que consagram a boa idéia do longa.

SINOPSE: O renomado e perigoso Billy “The Kid” (Emilio Estevez) e seu bando de criminosos continuam rondando o Velho Oeste com as autoridades em seu encalço. Quando “Doc” Scurlock (Kiefer Sutherland) e Chavez (Lou Diamond Phillips) são presos, Billy precisa arrumar um jeito de salvá-los. Na fuga, o bando acaba se refugiando no sul do México. Irritado com mais uma malandragem de “Kid”, John S. Chisum (James Coburn) decide contratar Pat Barrett (William L. Petersen), um antigo companheiro de Billy, para acabar com sua raça.

Com o Kiefer e o Emílio Esteves o filme já toma feições atrativas, são atores que prendem as pessoas por suas atuações

muito características. Além disso, claro, a trilha do filme é “gigante”, todas as canções foram feitas especialmente para ele, por nada mais, nada menos que Jon Bon Jovi. Ele contou com ajuda de alguns companheiros, como o baterista Kenny Aronoff e o guitarrista Jeff Beck (cara que tomou lugar de Eric Clapton depois de sua saída do The Yardbirds).

Nesse caso, a música que provocou essa minha postagem é a “Blaze of Glory” do Bon Jovi, que foi indicada a Melhor Canção, pelo Oscar e ganhou o Globo de Ouro, na mesma categoria. Ela traz de volta aquele ar de forasteiro, pistoleiros, Saloons … toda a vibe dos filmes de tiroteio; ela é incrível e merece sua atenção. Espero que curtam

Cliquem na imagem e curtam o vídeo de Blaze of Glory!!  😛

Good Vibes!! *-*

Ode Falsa à Música…

30 dez

 

                Estava aqui ouvindo umas músicas do Eric Clapton e me comoveu descobrir uma coisa: existem jovens que não o conhecem!Tudo bem, vá lá que ninguém é obrigado a conhecê-lo, porém uma juventude proliferadamente fã de modinhas coloridas,  e d’ efeitos de Auto-tune, bem que merecia uma boa instrução musical, não é mesmo ?^^

                Este post é específico á você que ainda não sabe se ouve Led Zeppelin ou Parangolé. A indecisão é uma coisa preocupante, ainda mais pra nossa desastrosa juventude (sem generalizações, obrigado_ não sou nada velho !hehe). Quando percebo a pouca relevância musical das bandinhas de hoje, e a compará-las as ‘tantas’ lendárias do passado, me dá um aperto…A qualidade das canções foram da própria música para as roupas, estilos de cabelo ou mesmo gírias marotas de adolescente imbecilóides!Sim, o atrativo da internet e as possibilidades de qualquer coisa a qualquer momento é certo responsável por isso, tão menos , o único ou o maior entre eles.

                A necessidade de marcar uma época, nessa premência que vicia a música e as cabecinhas até então imaculadas, descarrega toda essa pressão sobre suas costas, e a pressão leva ao erro.Não quero dizer apenas que as modinhas e demais incursões musicais de hoje são uma total desgraça, contudo, não só eu, mas muita gente, sabe que é o prelúdio de reações e expressões ainda piores.

                Portanto, deixo vocês com breves dicas, que vêem do fundo do meu coração, tentando agradar e presenteá-los neste fim de ano, com coisa boa (ao meu ver, é claro. Porque nada disse senão as minhas opiniões)!!*-*

 

Rock Progressivo: Rush, 14 Bis (brasileira), Apocalypse , Yes.

Jazz: Les Paul, Django Reinhardt, Milton Banana Trio, Herbie Hancock

MPB: Chico Buarque, Teatro Mágico, Adoniran Barbosa, Nô Stopa, Osvaldo Montenegro, Tom Jobim, Raul Seixas, Almir Sater

Folk: Bob Dylan

Clássicos do Rock: Jimi Hendrix, Eric Clapton, Eric Johnson, AC/DC, Van Halen, Scorpions, Whitesnake, Queen, Led Zeppelin…

 

                 São poucas dicas e se eu ficar aqui o dia passa, e como não ganho por hora ^^…Se gostaram das dicas e quiserem mais ou mesmo comentar ou desaprovar o post, o espaço está aberto a vocês ali em baixo (COMENTÁRIOS), até porque não sou nenhum perito em música, e sim, apenas, um apreciador!!!

 

 

Good Vibes!!*-*

 

Trilha sonora: O Mágico de Oz (1939) Parte I

8 ago

      

 

  

 

Com certeza o filme (musical) mais atraente ao qual assisti, O Mágico de Oz, além de qualidades pautáveis como harmonia, magnífica fotografia, elenco impecável, roteiro fiel, tem uma trilha que se encaixa perfeitamente com as fases da história contada, tornando-se muitas vezes imperceptível quando, maestralmente, o espectador devaneia-se com as personagens ricas  ou as paisagens broadwayanas.

Além das músicas entoadas pelos tantos personagens da saga (a lista de todas as músicas estará no fim do post),o  filme/musical conta também com a inesquecível Over The Rainbow, que tornou-se uma das músicas mais prestigiadas do final da década de 30 e que foi imortalizada pela voz suave e meiga da atriz Judy Garland, intérprete de Dorothy, menina que é levada por um ciclone de Kansas até a terra mágica de Oz.

A música tem uma identidade sem igual com o filme e o princípio da sublime garota, que busca sobre o infinito arco-íris sua terra prometida (‘Somewhere over the rainbow’), um lugar sem problemas, onde ela possa realizar suas mais tentadoras façanhas e vislumbres. A música que foi escrita especialmente para o filme, por Harold Arlen, até hoje é tida como um apelo da juventude para um mundo idealizado sobre as possibilidades de amor e alegria coexistirem; e que expressa a necessidade a necessidade que têm de uma porta, para a qual, se transpassada, dá lugar a um universo onde seus problemas não existam mais.

Poucas canções tiveram tanto êxito como Over The Rainbow; a música de letra simples já foi interpretada por Beatles, Aretha Franklin, Guns ‘n Roses, Eric Clapton, Ramones, Ray Charles, dentre tantos outros, além de ser traduzida para diversas línguas.

Além do real prestígio tanto do filme quando da música que o caracteriza plenamente, O mágico de Oz deixou, deixa e deixará muita pulga atrás das orelhas curiosas, com os mistérios que envolvem letras de sua trilha, ou mesmo de outros álbuns, sofrendo acusações de subliminarismos e descrições de cunho ocultista. Fatos, que com um marketing involuntário, muitas vezes, atenta ainda mais à curiosidade dos fãs e sucesso do clássico.

Falarei um pouco mais sobre essas suposições e mostrarei alguns testes realizados que comprovam parte destas suposições e que deixam o mundo de Oz ainda mais (perturbador), de certa forma, exatamente daqui uma semana, quando o Trilha Sonora voltar com a segunda parte do post.*-*

Segue,então,a lista das canções presentes no filme e a interpretação magnífica de Over The Rainbow, com a atriz Judy Garland. Até a próxima!!!^^

Good Vibes!!!

 

 

1 – Over the Rainbow                      
Letra por E.Y. Harburg.
Música por Harold Arlen.2 – Munchkinland Medley
Música por Harold Arlen.3 – Follow the Yellow Brick Road
Letra por E.Y. Harburg.
Música por Harold Arlen.4 – You’re Off to See the Wizard
Letra por E.Y. Harburg.
Música por Harold Arlen.5 – If I Only Had a Brain
Letra por E.Y. Harburg.
Música por Harold Arlen.6 – We’re Off to See the Wizard
Letra por E.Y. Harburg.
Música por Harold Arlen.

 7 – If I Only Had a Heart
Letra por E.Y. Harburg.
Música por Harold Arlen.

8 – If I Only Had the Nerve
Letra por E.Y. Harburg.
Música por Harold Arlen.

9 – Optimistic Voices
Letra por E.Y. Harburg.
Música por Harold Arlen.

10 – The Merry Old Land of Oz
Letra por E.Y. Harburg.
Música por Harold Arlen.

11 – If I Were King of the Forest
Letra por E.Y. Harburg.
Música por Harold Arlen.

12 – The Happy Farmer
Música por Robert Schumann.

13 – In the Shade of the Old Apple Tree 
Por Egbert Van Alstyne.

14 – Night on Bald Mountain
Por Modest Mussorgsky.

15 – Home Sweet Home
Música por H.R. Bishop.

16 – Scherzo in E-Minor
Por Felix Mendelssohn-Bartholdy

 

Video